Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Isaías no Benfica!


Primeira Liga 2016/17



A macumba do Talisca

por Admirador do Isaías, em 24.11.16

Depois de uma primeira parte de luxo e um início promissor de segundo tempo, o que se seguiu só posso concluir ser fruto de uma macumba do Talisca ao intervalo. Mesmo lesionado, fez-se sentir o seu fantasma.

 

Incompreensível o medo sentido na segunda parte que incapacitou a equipa. Mais não digo pois quero que o Baiano fique lá sossegadinho no canto dele com os seus Pais-de-Santo.

 

 

Da alegria imensa à desilusão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 12:12


Este banho até deu para lavar atrás da orelha

por Admirador do Isaías, em 20.11.16

Depois do modo bastante afortunado (e crente!) como conseguiu o Benfica sair com um ponto do Dragão, numa partida em que foi claramente inferior, ficara uma pulga atrás da orelha de cada um dos Benfiquistas.

Após uma sequência tão boa de exibições, seria aquele jogo no Porto um ponto de viragem exibicional?

 

A resposta, após esta paragem das selecções (que nos trouxe mais um lesionado, volta lá rápido André!), foi um banho de bola tal que deu para lavar atrás da orelha e soltar a pulguinha que lá se alojara.

O Marítimo é que se apresentou muito frágil para defrontar uma equipa tão dinâmica e pressionante como o Benfica foi durante todo o encontro. Há muito ali a rever para a equipa Madeirense. Esta decisão de alterar as suas habituais listas verticais para horizontais, no equipamento, deu-lhes um ar de Freddy Krueger - sendo que neste caso o pesadelo foi mesmo deles próprios.

Foi o Benfica muito bom ou o Marítimo muito mau?

 

Ambos!

 

Carrega Benfica!

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 12:03


Há 15 anos, teríamos perdido

por Admirador do Isaías, em 07.11.16

A equipa do FC Porto entrou forte neste clássico e cedo se percebeu que toada teria o jogo.

O Portismo não tem apenas 30 e tal anos (muito pelo contrário) e este tipo de empenho demonstrado ontem é de um Porto "à antiga". O orgulho, a união e a raça que fizeram deste clube o terceiro grande, quando ainda Pinto da Costa nem sonhava ser Presidente.

Caceteiros? Ontem só numa ou outra ocasião; e com uma arbitragem neutra, o Porto "à moderna" dos últimos 30 e tal anos terá sempre dificuldades, por lhe faltar a base emocional que deitou fora em troca do ódio e da batotice. Isso é um problema do Portismo, contudo.

 

A equipa do Sport Lisboa e Benfica foi ontem empurrada demasiadas vezes para o seu reduto defensivo e percebia-se que, sem alterações, difícilmente não sofreria golos. Samaris sem ritmo, como se viu com o Kiev, pareceu-me má escolha para iniciar o jogo e a batalha do meio campo foi sempre desigual.

O golo surgiu, como infelizmente era espectável. Há 15 anos teria sido suficiente para a derrota - pela derrocada emocional e pelo controlo dos árbitros ainda então detido por Pinto da Costa. Só que esse controlo findou e este Benfica de Rui Vitória é pleno de espírito, forte emocionalmente e focado em si mesmo. Lesões e indisponibilidades nada significam para este grupo e para este treinador. Um mérito subvalorizado.

Esse espírito sobrepôs-se às dificuldades e à aparente montanha que havia que escalar - fez dela um montezinho de areia e o cabeceamento de Lisandro matou o fantasma dos 92 minutos no Dragão.

 

Olhemos fitos essa Águia altiva,
Essa Águia heráldica e suprema,
Padrão da raça ardente e viva,
Erguendo ao alto o nosso emblema!

Com sacrifício e devoção
Com decisão serena e calma,
Dêmos-lhe o nosso coração!
Dêmos-lhe a fé, a alma!

- excerto do Hino do Sport Lisboa e Benfica

 

Nota: Sei que ainda não o disse, mas chegou a altura. A postura e atitudes de Maxi Pereira diante do clube que lhe deu notoriedade e títulos, perante ex-colegas de equipa até, demonstram que, com ou sem Paco Casal metido ao barulho, tem o carácter de um rato de esgoto. Claro que Maxi deve dar o seu máximo no jogo ao representar o clube que agora lhe paga para jogar. Contudo, há uma grande diferença entre dar tudo futebolisticamente e ser arruaceiro e provocador. Olha, há um tal Nélson Sem Medo que irá ocupar o lugar no museu Cosme Damião que poderia ter sido teu.

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 07:54


Do resultadão ao resultadinho

por Admirador do Isaías, em 02.11.16

Na sexta-feira, o resultadão. 3-0 parco para o domínio imposto e para a qualidade do futebol Benfiquista. Ontem, o resultadinho. 1-0 aceitável como mínimo, mas com uma exibição desinspirada que poderia ter comprometido muita coisa já nesta fase.

 

 

O alívio da vitória suadinha (com um segundo penalty favorável que ficou por marcar, diga-se) é, no entanto, assombrada pela lesão de Fejsa. Ainda assim, Rui Vitória já provou aos Benfiquistas (até aos que lhe foram mais justamente críticos, como eu!) que...

 

«O azar de uns é a oportunidade de outros»

 

De quem, contudo? Samaris não tem ritmo, como demonstrou. Será Celis? André Almeida? Ou será que Fejsa recupera?

 

Não importa. A equipa que se apresentará no Dragão saberá honrar o símbolo da águia dourada. Veremos se com o que tem vindo de proeminentes representantes do "FC Porto 1982" (não confundir com o original FC Porto), todos os outros intervenientes saberão honrar-se da mesma forma.

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 07:30


Separando o Trigo do joio

por Admirador do Isaías, em 27.10.16

Telma Monteiro e Nélson Évora

 

excerto cosme.PNG

Cosme Damião

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 08:19


Ao insulto se responde vencendo e andando

por Admirador do Isaías, em 24.10.16

Durante o minuto de silêncio, foi bem audível uma voz de alguém que, aproveitando o holofote providenciado pelo momento de respeito que todo um estádio observava, decidiu lançar um grito em que comparava o Benfica à sua vida pessoal. É certo que a vida não é fácil e que por vezes são necessários momentos de escape. Contudo, temos de agradecer àquela voz a motivação extra. Particularmente quando o seu grupo quis dar seguimento àquele mote e encher o silêncio com mais cânticos de insulto.

 

Eram da claque do Belenenses? Eram adeptos de outro clube?

 

...

 

De tal forma funcionou essa motivação adicional que o Belenenses foi dominado quase em absoluto pelo bom futebol Benfiquista que, no entanto, teimava em não arrumar o jogo devido a alguma indefinição na finalização.

 

O mau tempo na segunda parte diminuiu o nível de futebol, de alguma forma, mas foi sempre o Benfica a ter o controlo das operações até que o segundo golo trouxe o tónico de tranquilidade mental. Podíamos ter feito mais golos, mas vencer é que acabou por ser importante.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 08:42


"Derrotáveis"

por Admirador do Isaías, em 20.10.16

"O Benfica é uma equipa forte mas, como representa a liga portuguesa, é derrotável. Podemos dizê-lo da experiência do ano passado contra o FC Porto"

 

O Dinamo de Kiev já tinha no início dos anos 90 levado uma lição Benfiquista na segunda volta de uma fase de grupos desta competição, que, naquela época, qualificava para a final. Venceram em Kiev num jogo cheio de azares (dos quais se destaca a lesão gravíssima de Rui Águas), mas na Luz foram presenteados com um indubitável 5-0.

Com isto no historial, porque se colocaram a jeito declarando o Benfica como "derrotável"?

Claro que num jogo, qualquer equipa é derrotável (como o 1º de Dezembro nos mostrou). Contudo, trata-se do Sport Lisboa e Benfica, incomparável a qualquer outro clube que "representa a liga portuguesa". É o Dinamo de Kiev o mesmo que o Shaktar Donetsk?

 

Dentro de campo fomos eficazes e sólidos, sem problemas em fechar quando necessário. Soubemos controlar o adversário e suportar o seu ímpeto na procura do resultado, servindo-nos do golo madrugador. Há bastante controlo emocional neste Benfica, mesmo quando, em certos momentos, parecemos um pouco atabalhoados.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 07:54


Peladinha em Santos

por Admirador do Isaías, em 09.10.16

Comemorando o aniversário do mítico estádio do Santos, bem como assinalando a despedida de Léo e contando também com a presença da lenda Giovanni, o Benfica teve um regresso ao passado, aos tempos que os amigáveis internacionais tinham uma importância e um fervor muito superiores.

 

Ontem tivemos, assim, uma peladinha bem rasgada, à antiga, sem que nenhuma das equipas tivesse grandes preocupações tácticas, jogando livre para proporcionar bom futebol.

 

O Benfica podia ter feito História e vencido, mas as falhas de José Gomes e de Ederson acabam por ser fruto da vontade enorme de o Alçapão não se deixar vencer em dia de festa.

 

E, apesar de alguma virilidade mais intensa aqui e ali, foi de facto uma festa do futebol - com o Sport Lisboa e Benfica presente.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 12:13


Um dos últimos Desportistas

por Admirador do Isaías, em 04.10.16

Grato por tudo o que foste, por tudo o que deste ao Desporto e ao teu Benfica.

Deixou-nos um dos últimos Desportistas, um lírico apaixonado pelo futebol puro.

Estarás ricamente acompanhado no teu lugar cativo aí no 4º Anel da Luz.

 

Descansa em Paz,

"Velho Capitão"

Mário Wilson.

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 08:02


3 Pontos

por Admirador do Isaías, em 03.10.16

Bonito ou feio, o que interessava neste jogo era a soma dos três pontos. A nota artistica dá direito a um troféu, mas o campeonato dos pontos está mais enquadrado com a grandeza do Sport Lisboa e Benfica.

 

Não jogámos bem, isso é um facto. Contudo, há que lembrar, como se provou na época passada, que os campeonatos se ganham contra estas equipas e, algumas vezes, com mais sofrimento que o espectável.

 

À carambola ou à sorte, vencemos, assim como empatámos contra o Setúbal com a sorte a escapar-nos no último lance. Também conta e também faz campeões. Só que a sorte dá muito trabalho: do físico, mas do mental também. É aí que reside a vantagem de Rui Vitória, aquilo que não se vê do seu trabalho, mas que é evidente na equipa.

 

Análise Eu Visto de Vermelho e Branco

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 08:43


Admirador do Isaías

foto do autor


O verdadeiro Isaías!


Petição


Isaías celebra o TRI!


Rui Vitória


Cosme Damião


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Novembro 2016

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Pesquisar

  Pesquisar no Blog







subscrever feeds