Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Isaías no Benfica!


Primeira Liga 2017/18



Entregar o ouro ao bandido

por Admirador do Isaías, em 27.01.17

A equipa do Sport Lisboa e Benfica mereceu perder este jogo.

 

Uma partida, como nós bem sabemos, é disputada em 90 minutos, não 45. A exigência, particularmente na concentração e no foco no jogo, é ainda mais elevada quando se enverga o Símbolo e o Manto Sagrado.

 

Rui Vitória, que no geral costuma ter uma boa leitura do jogo e dos adversários, foi, desta vez, "comido de cebolada" pelo ódio que se lhe opôs, incorporado e personalizado por Augusto Inácio. Como ele próprio referiu no final, foram "camisolas vermelhas contra verdes e brancas" - com esta injecção de fuel, o ódio se reacende. Perder, especialmente assim, com tanta desorientação, foi entregar o ouro ao bandido.

 

 

Eu repito que a equipa do Benfica mereceu perder e que, por consequência (porque fez pela vida e bem), a equipa do Moreirense mereceu ganhar. O que me desgosta é ter sido com Inácio, que representa o ódio, personifica-o. É apenas mais um a fazê-lo, entre o presente e o passado. O Sport Lisboa e Benfica, como Símbolo, brilha mais intensamente que qualquer outro clube (pelo menos, em Portugal) e, por consequência, a sombra que essa Luz forma perante os outros é maior, fazendo parecer que o mais pequeno, mas menos brilhante, está à sua altura. Por isto, o Benfica não pode, nunca, perder-se. Não pode perder-se na sua equipa em campo e não pode perder-se em relação à direcção em que caminha.

 

O ódio, sombra causada pela intensa Luz do Glorioso, estará sempre presente, sempre à espreita. É no momento do jogo (que é sempre mais que apenas um jogo) que temos de mostrar a superioridade do nosso Símbolo, pois qualquer desleixo será aproveitado.

 

Contudo, este resultado poderá ter um efeito positivo. Rui Vitória, que é inteligente, não deverá voltar a arriscar nos seus onzes e seguramente que esta segunda parte será usada como exemplo doravante. Adicionalmente, com jogo na segunda-feira para a I Liga, os jogadores titulares estarão em brasa para rectificar a imagem que deixaram - e isso pode e deve ser psicologicamente usado pelo treinador. Apelo à humildade, concentração e dedicação de todos os envolvidos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 08:24




6 comentários

De BENFICA365 a 27.01.2017 às 10:07

Meu caro:
Mais uma vez, a leitura que acabo de fazer ao seu post, é um espelho da minha alma.
Não vamos ganhar sempre, mas perder assim não! Perder para Moreirense, tudo bem, agora perder para o rasteiro do inácio, não, não, não, não e nãaaaaaaaaaaoooo!

Não estou a gostar da maneira com que a equipa está a encarar os jogos...
Eu encaro o desporto, a competição como dar o melhor de mim é a melhor das honras que posso dar ao adversário. Golear é respeitar o adversário, ser goleado é ser respeitado.
Exibir soberba, somos os melhores... é por isso que muitas das vezes não respeito certos campeões.
A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito, a queda.

Como disse RV, o favoritismo mostra-se dentro de campo...
Saudações Gloriosas!

De Admirador do Isaías a 27.01.2017 às 10:14

Caro Benfica365,

Penso que a partir de ontem veremos uma muito menor rotação na equipa inicial e uma redução dos jogadores utilizados (sendo que devem entrar mais dois ou três, possivelmente, no lote dos mais utilizados). Rui Vitória não fala de exibições individuais (e bem) em público, mas de certeza que se reunirá com o grupo para em conjunto analisar o que se passou.

Pela falta de voz de comando que assistimos ontem, talvez se perceba melhor os rumores da renovação de Luisão... até para mexer com a motivação dos seus colegas de posição.

Cumprimentos!
A.do Isaías

De António Martins a 27.01.2017 às 10:11

Vamos ver se é preciso sermos ultrapassados na classificação para a malta abrir a pestana. Já foi tudo dito. A derrota de ontem foi humilhante e injustificável. Ganhar e perder faz parte do futebol e toca a todos. Agora aquilo que se viu ontem foi abominável e o pior é que não é um caso isolado...Justificar o injustificável com arbitragens é o pior que se pode fazer (vide a agremiação de alvalixo), o jogadores e equipa técnica tem de ser responsabilizados, e a situação deve ser revertida enquanto é tempo. Há um campeonato e uma taça para ganhar e uma eliminatória da champions para passar...

De Admirador do Isaías a 27.01.2017 às 10:18

Caro António Martins,

Concordo.

É isso que se espera que Rui Vitória faça com o seu grupo de jogadores e que se veja já na segunda-feira o efeito.

Como ele próprio tem dito "os jogadores sabem que comigo têm de estar focados a 100% no Benfica". Pois bem, penso que veremos uma redução na utilização de alguns jogadores.

Há que realmente utilizar isto para aumentar o foco e a concentração, com humildade, porque a perder que seja aqui.

Cumprimentos,
A.do Isaías

De António Martins a 27.01.2017 às 10:53

Caro Admirador do Isaías

Sobre o discurso de Rui Vitória penso que não há nada a apontar, aliás parece-me assertivo.

No entanto pelo facto de ser repetitivo pode criar a ideia nos jogadores e até nos adeptos de alguma banalização.

Como referiu, e bem, é preciso recuperar o foco a concentração e a humildade, caso contrário poderemos vir a ter a antítese do que se passou a época passada.

E ao contrário do que muita gente pensa, uma disputa de campeonato entre SLB e FCP pode ser mais difícil do que uma disputa a 3, os velhos métodos estão a ser retirados do baú e é preciso estar preparado.

No meu circulo de amigos benfiquistas tenho partilhado uma ideia que é a seguinte: Sentia-me mais confiante com a equipa da época passada do que sinto actualmente com o nosso plantel, e sinto falta de um jogador que para mim foi fundamental na conquista do titulo, Renato Sanches...e do qual não temos substituto à altura. O nosso meio campo por vezes é um verdadeiro passador...

Cumprimentos

De Admirador do Isaías a 27.01.2017 às 11:05

Caro António Martins,

Interessante a sua análise: pode de facto tornar-se banal a comunicação exterior de Rui Vitória e isso passar para o grupo, se ele não souber vincar a diferença com o seu plantel entre um discurso interno e um externo.

Quanto à falta de Renato, no início da temporada tivemos solução: Pizzi na direita que, em muitas situações de jogo se transformava num terceiro médio, e Fejsa (Samaris) com André Horta no centro. Pizzi tem feito excelentes exibições no centro, mas rende e renderá sempre muito mais nas alas, aparecendo na zona interior (tanto na organização como na transição). Pizzi na ala é muito mais difícil de secar pela marcação, pois se for marcado individualmente, desposiciona alguém no meio campo adversário, se for marcado zonalmente, abre caminho para um dos laterais ofensivos, dependendo do flanco onde aparece.

Posto isto, para mim, a solução para Renato é, embora não directa substituição, André Horta com Pizzi na ala. Que sei eu de bola, no entanto? :-)

Foram sinais preocupantes, mas tenhamos confiança em quem já demonstrou qualidade.

Cumprimentos!
A.do Isaías

comentar



Admirador do Isaías

foto do autor


O verdadeiro Isaías!


Petição


Isaías celebra o TRI!


Rui Vitória


Campeões Eternos


Cosme Damião


Fehér, eterno 29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Janeiro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Pesquisar

  Pesquisar no Blog