Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Primeira Liga 18/19



Para que seja absolutamente claro

por Ao Colinho do Isaías, em 25.09.18

Retirado daqui (grato, Papoila).

 

Deliberação
ERC/2018/112 (CONTJOR-TV)
Queixa apresentada pela Sport Lisboa e Benfica - Fu
tebol, SAD, contra Avenida dos
Aliados – Sociedade de Comunicação, S.A., Júlio Mag
alhães e Tiago Girão

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 09:27


O Benfica somos nós

por Ao Colinho do Isaías, em 05.09.18

Faço minhas, quase na íntegra, as palavras do Benfica sou eu.

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 15:09


Sabem qual é a diferença...

por Ao Colinho do Isaías, em 03.09.18

...entre um presidente que faz mal ao Benfica e um adepto que faz mal ao Benfica?

 

É que o mau presidente pode sair, bastando que os sócios votem nesse sentido.

 

Contudo, o mau adepto, aquele que é irredutível na sua teimosia, incapaz de reconhecer valor ou mudar de ideias, aquele que se serve do veículo social da internet para dizer mal (não criticar, mas dizer mal), que promove ideias sobre o Benfica atiradas pelos inimigos no "rio" da comunicação social, aquele que se esconde atrás de termos sonantes como "exigência" para continuamente fazer valer a sua agenda (que nega em palavras, mas confirma em actos), desse, nunca nos conseguimos legalmente libertar.

 

Este início de época tem sido gerido de forma brilhante (vou repetir e reafirmar: BRILHANTE).

Nem com "Jesuses" (como ainda há quem compare?), nem com "Mourinhos" se faria melhor.


O mérito a quem o merece, a quem trabalha pelo ideal Benfica, que nos une no desejo de transcêndencia, imersos no lodo que nos rodeia. A crítica a quem precisa de a ouvir, sempre com a ideia presente de que o objectivo é o melhor para o nosso símbolo Glorioso. Ajudar o lodo, porque se tem uma agenda ou não se gosta de indivíduos, é apenas fingir Benfiquismo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

rematado às 08:10


Para quem percebe de "bola"...

por Ao Colinho do Isaías, em 07.08.18

...chapada tremenda de luva branca de Grimaldo (até defensivamente magnífico), de Pizzi (um verdadeiro maestro nesta fase) e de Salvio (que é sempre quem mais arrisca e quem emprega à equipa um empurrão).


Nada está ganho, mas temos um passo dado, falta o outro.

 

Força Benfica!

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 22:00

Para quem entende bem a língua Inglesa, deixo aqui um video que apresenta muito bem os motivos pelos quais defendo a necessidade de haver sentido de responsabilidade por parte dos bloggers Benfiquistas (e não só Benfiquistas), quando se escreve num espaço tão vasto e acessível como a internet:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

rematado às 09:08


Vícios Populistas

por Ao Colinho do Isaías, em 16.07.18
http://geracaobenfica.blogspot.com/2018/07/exclusivo-20172018-epoca-em-que-nao.html
(...)
A culpa, essa (porque, também no futebol, não pode morrer solteira), foi de quem teve a responsabilidade de não agir como era sua obrigação.
 
Eu sei que sabem que o modelo das vendas ... para agradar (pelo menos) aos agentes, não é o que quero para o Benfica.
 
Admiti que esse poderia ser o caminho (com um limite temporal muito bem definido) ... para sanear anos sucessivos de erros repetidos ... até descobrir que o caminho que julgava ser de recurso era a opção de quem mandava!
 
E isso levou-me a pôr condições para ficar (e, por isso, não fiquei). Saí!
 
Pelo meu pé ... que é uma coisa a que não estão habituados!
(...)

 

Nesse Caso, caro Rui Gomes da Silva, porque afirmou aquando da sua saída do Benfica «nunca serei oposição a Luís Filipe Vieira»? É que agora revela que, afinal, não saiu com «um abraço entre amigos», mas sim porque não acreditava no caminho.
Em que ficamos? Não acreditava na altura, mas recusou ser oposição? Agora já quer ser oposição e diz que na altura já não acreditava, mas saiu amigavelmente e reiterou que não se candidataria contra Vieira? É que ao afirmar isso na altura da sua saída, está por inerência a dar um voto de confiança ao rumo traçado - rumo esse em que agora, afinal, já diz que na altura não acreditava.

 

Se é para isto que se pretende mudança, prefiro ficar com o que tenho. Estes vícios populistas da política enojam-me ainda mais que os vícios mercantis. Ainda por cima, temos um exemplo rival recente do que é um populista presidente-adepto. Até concordo com um alternativa a Vieira, com certeza, mas para tal, há que ser melhor que ele e não apenas "ser adepto" e fazer oposição só dizendo mal e, ainda por cima, mentindo.

Já o referi antes, mas reafirmo: Há uma segunda fase da cultura do Terceiro Anel que foi nefasta ao Sport Lisboa e Benfica e seus elementos e atletas, e é essa cultura que aponta à necessidade de pureza clubística no que toca à gestão da vertente empresarial do Benfica. Obviamente que concordo que prefiro que todos os funcionários do clube sejam Benfiquistas desde pequeninos, mas se esse argumento serve para reimplantar essa tal segunda fase Terceiro-Anelista (aqueles que, ao invés de pressionar os adversários com o seu apoio ao Benfica, pressionavam os seus próprios atletas), com um caça às bruxas, prefiro a estabilidade presente.

 

A alternativa a Luís Filipe Vieira terá de vir de alguém que seja melhor que ele, a nível pessoal e a nível de competência. Para ser alguém igual ou pior, mais vale ficar o rumo presente. Não acredito em Rui Gomes da Silva, isto é, não acredito que ele seja melhor (seja pessoalmente, seja a nível de competência) que o actual Presidente.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 10:42


Não chega! Pena efectiva e expulsão da PSP, no mínimo!

por Ao Colinho do Isaías, em 28.06.18

Prisão com pena suspensa para agente que agrediu adeptos do Benfica

Em tribunal, o subcomissário confirmou as agressões, mas afirmou que agiu por "medo" de ser agredido também.Primeira Liga, SL Benfica, Liga dos Campeões da UEFA, Vitória SC, Braga, CS Marítimo, Taça da LigaAs agressões ocorreram em 2015, nas imediações do estádio do Vitória de Guimarães CMTV

O agente da PSP que agrediu dois adeptos do Benfica ao soco e bastonada, depois de um jogo em Guimarães em 2015, foi condenado a três anos de prisão com pena suspensa e a pagar uma indemnização de 7236 euros.

O arguido estava acusado de dois crimes de agressão, dois de falsificação de documento e dois de denegação de justiça e prevaricação, por ter elaborado um relatório com dados "que não correspondiam à verdade, assim pretendendo justificar a conduta em que incorrera", escreve o Correio da Manhã. O tribunal deu como provados todos os crimes e o Ministério Público pediu a condenação do subcomissário da PSP, mas com uma pena não privativa da liberdade.

Subcomissário alega "medo" para justificar agressões a adeptos em Guimarães

Os factos remontam a 17 de Maio de 2015, depois de um jogo entre o Benfica e o Vitória Sport Clube em Guimarães. Filipe Silva, agente da Polícia de Segurança Pública, afirma ter sido agredido, injuriado e cuspido por um dos adeptos que ofereceu resistência à ordem de detenção. O outro agredido era pai do primeiro, que o quis defender.

O subcomissário admitiu as agressões em julgamento, mas afirma que agiu assim por “medo” de ser agredido. "Agi da forma que foi possível naquele momento de grande tensão e de adrenalina. O nível de força que utilizei não ultrapassou os limites máximos das normas de execução permanente".

A versão do arguido foi contrariada pelos dois agredidos, tendo o filho garantido que não injuriou nem cuspiu sobre o subcomissário e que apenas gesticulou, face à situação complicada que se estaria a viver no interior do estádio, onde os adeptos do Benfica ficaram retidos no final do jogo, num dia de "extremo calor" e de "muita confusão".

O pai negou igualmente que tivesse tocado ou agarrado Filipe Silva. "Vi o meu filho levar porrada de qualquer maneira e feitio, ia ajudar a ver se ele se livrava daquilo e também levei", descreveu.

Filipe Silva foi filmado a espancar um empresário de Matosinhos à frente do filho, nas imediações do Estádio D. Afonso Henriques, tendo trocado o bastão longo por um bastão extensível de aço enquanto agredia a vítima, como está patente nas imagens da CMTV e conforme confirmaram ao PÚBLICO fontes policiais.

Para além da investigação do Ministério Público, estas agressões originaram ainda um procedimento disciplinar contra o subcomissário, em 2015. com Lusa

 

Pena suspensa? Não chega! Pena efectiva e expulsão da PSP, no mínimo! Exige-se que seja feito dele um exemplo! Que nunca mais algo como isto torne a acontecer!

É que só foi tão valente precisamente porque não sentiu medo, porque agrediu um idoso e um cidadão desarmado! Seguramente que, perante os delinquentes que se servem do futebol para espalhar o vício da violência, seria o primeiro a fugir!

 

E não há pena para o outro polícia paspalho que é visto na filmagem só a olhar e ainda a protegê-lo? A Polícia é uma força que já só protege a sua própria existência e já não cumpre a sua função primária: a de exactamente proteger os cidadãos que este monte de esterco fardado agrediu!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

rematado às 13:35


Sou do Benfica! Que se f@€& a selecção!

por Ao Colinho do Isaías, em 27.06.18

 

  • Parece que há um grande incómodo por parte da FPF em relação às palavras do ex-seleccionador Carlos Queiroz, hoje seleccionador do Irão. Contudo, não houve nenhum incómodo por parte da FPF em relação a um ano de crime e calúnia por parte dos directores de comunicação de Porto e Sporting em relação ao Benfica.

  • Parece que há um grande incómodo por parte da FPF em relação à actuação do VAR no Mundial, nas decisões que envolvem a selecção Portuguesa. Contudo, não houve nenhum incómodo por parte da FPF em relação a um ano de penalties e expulsões perdoadas a Porto e Sporting.

  • Parece que há um grande incómodo por parte da FPF em relação à actuação agressiva do Irão frente à selecção Portuguesa. Contudo, não houve nenhum incómodo por parte da FPF em relação a um ano em que o Porto teve, jogo após jogo, actuações violentas, a ponto de um dos seus jogadores receber a alcunha de "vale-tudo".

 

Esta é a cultura desportiva de Portugal:

 

  • Quando as coisas nos correm de feição, há que ter civismo e desportivismo e sermos todos civilizados e perceber que é só um jogo e que ninguém está a conspirar, pois errar é humano e os árbitros são humanos.

  • Quando as coisas nos correm mal, é uma indignação, pois somos um país pequeno mas respeitável, que até tem o melhor jogador do mundo e a FIFA quer é eliminar Portugal.

 

Só que isto só se aplica à selecção! Na Liga Portuguesa está tudo bem, excepto se for contra o Benfica. E quando a nossa selecção estava na posição em que esteve o Irão, fizemos e dissemos tanto ou pior!

Este Brasileiro é que sabia e tinha razão:

É que esta selecção não é de todos, é da FPF - aquela entidade liderada por quem passava facturas para a corrupção no FC Porto e aquela mesma entidade que com o seu silêncio valida crimes e ataques constantes durante já anos contra o clube mais representado de Portugal:


o Sport Lisboa e Benfica.

 

Por isso, tal como o Brasileiro, eu sou do Benfica!
Que se f@€& a selecção!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 09:05


Mais um capítulo da rubrica "O Sporting não é isto!"

por Ao Colinho do Isaías, em 25.06.18

Árbitro do Sporting-Benfica agredido

 

Sérgio Magalhães, que domingo apitou o jogo entre Sporting e Benfica (9-6) a contar para a final do campeonato nacional de futsal, foi agredido na manhã desta segunda-feira, por um indivíduo com um pau e uma arma.

O Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol esclareceu que o  ataque aconteceu quando o árbitro, residente no Porto, se deslocava para o emprego na sua viatura, sendo que foi necessário auxílio médico.

Recorde-se que o jogo entre Sporting e Benfica ficou marcado por várias expulsões e terminou com a vitória dos encarnados por 9-6. No final da partida, Miguel Albuquerque, diretor do futsal do Sporting, lançou fortes críticas aos árbitros do jogo três da final do campeonato do futsal. O dirigente leonino exigiu respeito e considerou «uma vergonha, o que se passou em campo»

Comunicado do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol:

«O árbitro de futsal Sérgio Magalhães foi esta manhã agredido junto ao seu local de trabalho por um indivíduo com um pau e uma arma, tendo recebido tratamento hospitalar.

Este ato cobarde já foi relatado às autoridades policiais, a quem foi apresentada queixa.

O Conselho de Arbitragem repudia este ato de violência e sublinha que o incitamento ao ódio, que continua a ser praticado repetidamente em Portugal, não pode ser dissociado deste tipo de incidentes.

O Conselho de Arbitragem está a prestar todo o apoio ao árbitro Sérgio Magalhães num momento grave e inaceitável, que nenhum agente desportivo merece viver.

O Conselho de Arbitragem da FPF»

 

O Bruno de Carvalho apenas trouxe à tona a verdadeira face da cultura da vitória por decreto e do anti-Benfiquismo, que reside sempre latente dentro do Sportinguismo. Como escrevi anteriormente, os "verdadeiros Sportinguistas" só se revoltaram com ele quando perante a iminente capitulação do seu clube. Até esse ponto, tudo foi aplaudido: ataques a outros Sportinguistas, também, mas especialmente, ataque ao Benfica e aos Benfiquistas. Agora, até se comportam à Macaco do norte.

Aqui estão "os diferentes".

O Sporting é isto!

 

Actualização 26/JUN/2018 10:38h:

 

"A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), repudia as palavras do Diretor da secção de futsal do Sporting, Miguel Albuquerque e a agressão ao terceiro Árbitro Sérgio Magalhães.

A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), não pode deixar de repudiar as declarações efetuadas pelo Diretor da Secção de Futsal do Sporting Clube de Portugal, Miguel Albuquerque, após o final de mais um jogo da Fase Final da Liga Sport Zone.

Dada a gravidade das acusações proferidas, relativamente à equipa de Arbitragem e à "suposta forma" como a mesma se dirigiu aos jogadores do Sporting Clube de Portugal, em diversas ocasiões, a APAF exige que sejam apresentadas provas da real existência dos comentários dos referidos Árbitros.

O lamentável nível e tom de discurso apresentado ao longo de toda a sua intervenção, certamente, não se coadunam com os valores de uma instituição como o Sporting Clube de Portugal.

A brutal agressão sofrida pelo 3º Árbitro, Sérgio Magalhães, esta manhã, por parte de elementos encapuzados, quando se dirigia para o seu local de trabalho, pode, naturalmente, ser reflexo dos discursos incendiários a que infelizmente continuamos a assistir.

A APAF não pode aceitar este incendiar constante que os responsáveis dos clubes insistem em manter e irá analisar em conjunto com os Árbitros, ao longo dos próximos dias, qual o devido seguimento a dar a este triste episódio.

A APAF irá ainda apelar, junto das autoridades competentes, para que a segurança destes árbitros e respetivas famílias seja desde já assegurada.

Pela Direção da APAF
Luciano Gonçalves"

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 15:35


Futsal em superação incrível!

por Ao Colinho do Isaías, em 24.06.18

Uma vitória em constante superação, sempre no esforço contra um plantel com o dobro do orçamento!

Cristiano heroi, a jogar lesionado desde o jogo anterior!

 

Uma nota: desde o início do Cashball que parece que acabaram os benefícios às modalidades do Sporting. Até àquele estafermo do Nuno Dias, que passa OS JOGOS TODOS a insultar tudo e todos, tiveram coragem de expulsar. Sim, tiveram decisões injustas para o Sporting, mas foi igual para o Benfica. Como, aliás, disse o treinador adjunto do Sporting, «mudaram o critério». Pois foi, o "critério".

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 22:19




Ao Colinho do Isaías

foto do autor


O verdadeiro Isaías!


Rui Vitória entre nós!


Jonas, um de nós!


Campeões Eternos


Fehér, eterno 29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Setembro 2018

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Pesquisar

  Pesquisar no Blog







subscrever feeds