Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Primeira Liga 19/20



Do resultadão ao resultadinho

por Ao Colinho do Isaías, em 02.11.16

Na sexta-feira, o resultadão. 3-0 parco para o domínio imposto e para a qualidade do futebol Benfiquista. Ontem, o resultadinho. 1-0 aceitável como mínimo, mas com uma exibição desinspirada que poderia ter comprometido muita coisa já nesta fase.

 

 

O alívio da vitória suadinha (com um segundo penalty favorável que ficou por marcar, diga-se) é, no entanto, assombrada pela lesão de Fejsa. Ainda assim, Rui Vitória já provou aos Benfiquistas (até aos que lhe foram mais justamente críticos, como eu!) que...

 

«O azar de uns é a oportunidade de outros»

 

De quem, contudo? Samaris não tem ritmo, como demonstrou. Será Celis? André Almeida? Ou será que Fejsa recupera?

 

Não importa. A equipa que se apresentará no Dragão saberá honrar o símbolo da águia dourada. Veremos se com o que tem vindo de proeminentes representantes do "FC Porto 1982" (não confundir com o original FC Porto), todos os outros intervenientes saberão honrar-se da mesma forma.

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 07:30


"Derrotáveis"

por Ao Colinho do Isaías, em 20.10.16

"O Benfica é uma equipa forte mas, como representa a liga portuguesa, é derrotável. Podemos dizê-lo da experiência do ano passado contra o FC Porto"

 

O Dinamo de Kiev já tinha no início dos anos 90 levado uma lição Benfiquista na segunda volta de uma fase de grupos desta competição, que, naquela época, qualificava para a final. Venceram em Kiev num jogo cheio de azares (dos quais se destaca a lesão gravíssima de Rui Águas), mas na Luz foram presenteados com um indubitável 5-0.

Com isto no historial, porque se colocaram a jeito declarando o Benfica como "derrotável"?

Claro que num jogo, qualquer equipa é derrotável (como o 1º de Dezembro nos mostrou). Contudo, trata-se do Sport Lisboa e Benfica, incomparável a qualquer outro clube que "representa a liga portuguesa". É o Dinamo de Kiev o mesmo que o Shaktar Donetsk?

 

Dentro de campo fomos eficazes e sólidos, sem problemas em fechar quando necessário. Soubemos controlar o adversário e suportar o seu ímpeto na procura do resultado, servindo-nos do golo madrugador. Há bastante controlo emocional neste Benfica, mesmo quando, em certos momentos, parecemos um pouco atabalhoados.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 07:54


Champions? Ganhar em casa.

por Ao Colinho do Isaías, em 26.08.16

Calhou ao Glorioso o Grupo B, ordenado desta forma:

 

Benfica

Napoli

Dinamo Kiev

Besiktas

 

Se queremos seguir em frente na principal prova Europeia, há que não desperdiçar qualquer ponto em casa e então depois, sim, conseguir um ou outro resultado fora. Nenhuma destas deslocações é agradável:

 

  • Nápoles vai receber o Benfica com mentalidade de guerrilha, especialmente quando sentem que estão em renascimento, tendo afundado desde os tempos do Maradona.
  • Ir jogar à Ucrânia é sempre complicado, pela deslocação e clima. Ao menos será em Outubro e não Novembro ou Dezembro!
  • Istambul é sempre uma visita difícil, agora com a instabilidade vivida no país ainda mais. O Besiktas é um clube por quem tenho alguma simpatia (por conhcer um Turco adepto desse clube), mas aquela fantochada quando souberam que jogariam com o Benfica não só denigre a imagem do clube, como pode bem virar-se contra eles.

 

Aos nossos jogadores e técnicos, como está escrito no nosso Hino:

honrai agora os ases que nos honraram o passado!

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 08:45




Ao Colinho do Isaías

foto do autor


O verdadeiro Isaías!


Jorge Jesus? Nunca Mais!


Jonas, um de nós!


Campeões Eternos


Fehér, eterno 29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Julho 2020

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Pesquisar

  Pesquisar no Blog