Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Primeira Liga 19/20



Mais um capítulo da rubrica "O Sporting não é isto!"

por Ao Colinho do Isaías, em 25.06.18

Árbitro do Sporting-Benfica agredido

 

Sérgio Magalhães, que domingo apitou o jogo entre Sporting e Benfica (9-6) a contar para a final do campeonato nacional de futsal, foi agredido na manhã desta segunda-feira, por um indivíduo com um pau e uma arma.

O Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol esclareceu que o  ataque aconteceu quando o árbitro, residente no Porto, se deslocava para o emprego na sua viatura, sendo que foi necessário auxílio médico.

Recorde-se que o jogo entre Sporting e Benfica ficou marcado por várias expulsões e terminou com a vitória dos encarnados por 9-6. No final da partida, Miguel Albuquerque, diretor do futsal do Sporting, lançou fortes críticas aos árbitros do jogo três da final do campeonato do futsal. O dirigente leonino exigiu respeito e considerou «uma vergonha, o que se passou em campo»

Comunicado do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol:

«O árbitro de futsal Sérgio Magalhães foi esta manhã agredido junto ao seu local de trabalho por um indivíduo com um pau e uma arma, tendo recebido tratamento hospitalar.

Este ato cobarde já foi relatado às autoridades policiais, a quem foi apresentada queixa.

O Conselho de Arbitragem repudia este ato de violência e sublinha que o incitamento ao ódio, que continua a ser praticado repetidamente em Portugal, não pode ser dissociado deste tipo de incidentes.

O Conselho de Arbitragem está a prestar todo o apoio ao árbitro Sérgio Magalhães num momento grave e inaceitável, que nenhum agente desportivo merece viver.

O Conselho de Arbitragem da FPF»

 

O Bruno de Carvalho apenas trouxe à tona a verdadeira face da cultura da vitória por decreto e do anti-Benfiquismo, que reside sempre latente dentro do Sportinguismo. Como escrevi anteriormente, os "verdadeiros Sportinguistas" só se revoltaram com ele quando perante a iminente capitulação do seu clube. Até esse ponto, tudo foi aplaudido: ataques a outros Sportinguistas, também, mas especialmente, ataque ao Benfica e aos Benfiquistas. Agora, até se comportam à Macaco do norte.

Aqui estão "os diferentes".

O Sporting é isto!

 

Actualização 26/JUN/2018 10:38h:

 

"A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), repudia as palavras do Diretor da secção de futsal do Sporting, Miguel Albuquerque e a agressão ao terceiro Árbitro Sérgio Magalhães.

A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), não pode deixar de repudiar as declarações efetuadas pelo Diretor da Secção de Futsal do Sporting Clube de Portugal, Miguel Albuquerque, após o final de mais um jogo da Fase Final da Liga Sport Zone.

Dada a gravidade das acusações proferidas, relativamente à equipa de Arbitragem e à "suposta forma" como a mesma se dirigiu aos jogadores do Sporting Clube de Portugal, em diversas ocasiões, a APAF exige que sejam apresentadas provas da real existência dos comentários dos referidos Árbitros.

O lamentável nível e tom de discurso apresentado ao longo de toda a sua intervenção, certamente, não se coadunam com os valores de uma instituição como o Sporting Clube de Portugal.

A brutal agressão sofrida pelo 3º Árbitro, Sérgio Magalhães, esta manhã, por parte de elementos encapuzados, quando se dirigia para o seu local de trabalho, pode, naturalmente, ser reflexo dos discursos incendiários a que infelizmente continuamos a assistir.

A APAF não pode aceitar este incendiar constante que os responsáveis dos clubes insistem em manter e irá analisar em conjunto com os Árbitros, ao longo dos próximos dias, qual o devido seguimento a dar a este triste episódio.

A APAF irá ainda apelar, junto das autoridades competentes, para que a segurança destes árbitros e respetivas famílias seja desde já assegurada.

Pela Direção da APAF
Luciano Gonçalves"

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 15:35


Futsal em superação incrível!

por Ao Colinho do Isaías, em 24.06.18

Uma vitória em constante superação, sempre no esforço contra um plantel com o dobro do orçamento!

Cristiano heroi, a jogar lesionado desde o jogo anterior!

 

Uma nota: desde o início do Cashball que parece que acabaram os benefícios às modalidades do Sporting. Até àquele estafermo do Nuno Dias, que passa OS JOGOS TODOS a insultar tudo e todos, tiveram coragem de expulsar. Sim, tiveram decisões injustas para o Sporting, mas foi igual para o Benfica. Como, aliás, disse o treinador adjunto do Sporting, «mudaram o critério». Pois foi, o "critério".

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 22:19


Espero que haja bom senso e Benfiquismo...

por Ao Colinho do Isaías, em 16.09.16

Espero que haja bom senso e Benfiquismo e que esta notícia de A Bola acerca do campeonato de Futsal da época passada não seja mais que especulação. Caso contrário começamos a parecer quem mais criticamos!

 

Benfica vai pedir impugnação do campeonato 2015/2016
09:51h - 16-09-2016
 
O Benfica vai avançar junto da Federação Portuguesa de Futebol com um pedido de impugnação do campeonato de futsal 2015/2016, ganho pelo Sporting - que bateu precisamente as águias na final do play-off. Na base desta decisão está um acórdão do Tribunal Arbitral do Desporto (TAD), que deu provimento parcial ao recurso apresentado pelo clube da Luz na sequência da decisão da secção não profissional do Conselho de Disciplina da Federação, que no final de abril puniu os encarnados com pena de derrota no jogo com o Belenenses (9.ª jornada, a 31 de outubro de 2015) por transmissão diferida não autorizada da partida na BTV.

Entendeu o TAD que apesar de o Benfica ter violado a alínea c) do n.º 1 do artigo 80.º do Regulamento Disciplinar da Federação Portuguesa de Futebol - decidindo por isso manter a multa de 204 euros a que as águias foram condenadas -, a pena de derrota, prevista no regulamento, viola o «princípio da proporcionalidade previsto no artigo 7.º do Código de Procedimento Administrativo».

«O recurso à derrota-sanção para punir transmissões não autorizadas de um jogo na íntegra e em diferido não tem uma natureza necessária e adequada e apresenta-se como excessivo relativamente aos objetivos da entidade que aprovou o regulamento. […] Não se afigura necessário o recurso à derrota-sanção, motivo pelo qual a sua previsão na alínea c) do n.º 1 do art.º 80.º do Regulamento Desportivo da Federação Portuguesa de Futebol é excessiva», pode ler-se no acórdão a que A BOLA teve acesso.

A decisão do TAD é clara: «É dado provimento parcial ao recurso, revogando-se a deliberação do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol - secção Não Profissional - no processo n.º 68/15-16, na parte respeitante à aplicação da sanção ao SLB da derrota no jogo n.º 510.001.059 realizado com o Clube de Futebol Os Belenenses no dia 31/10/2015, às 16 horas.» O termo parcial é usado porque, como já escrevemos, a multa foi mantida pelo TAD.

A ARGUMENTAÇÃO DAS ÁGUIAS

Perante esta decisão, o Benfica vai agora avançar com o pedido de impugnação do campeonato, com base no argumento de que a competição foi desvirtuada, «por terem participado no play-off equipas que não deveriam lá estar», segundo avançou ao nosso jornal fonte do emblema da Luz. É verdade que para os encarnados a perda de três pontos não causou dano de maior - acabou a fase regular no segundo lugar, como acabaria mesmo que não tivesse havido a decisão, só que com menos três pontos.

Mas também é verdade que com a atribuição da vitória ao Belenenses, o clube do Restelo acabou por ficar à frente do Leões de Porto Salvo - porventura o maior prejudicado com este caso -, que deverá muito em breve pronunciar-se sobre esta decisão do TAD, que é apresentado no acórdão como «contrainteressado».

A QUESTÃO DO 8.º LUGAR

Para melhor se perceber como a decisão do Conselho de Disciplina afetou a luta pelo 8.º lugar, fazemos um breve resumo do que aconteceu nos dias que antecederam a última jornada da fase regular da 1.ª Divisão de futsal - quando se soube da punição ao Benfica e da consequente atribuição dos três pontos ao Belenenses.

Azuis e Leões de Porto Salvo estavam, antes de ser conhecida a sentença do CD, separados por apenas dois pontos - a equipa do Restelo à frente, no oitavo posto. Depois de sair a decisão, os azuis ficaram com cinco pontos de avanço e com apenas um jogo por disputar o Leões perdia a possibilidade de lutar pelo acesso ao play-off. Na última jornada o Belenenses acabaria por perder, em casa, com o Quinta dos Lombos (3-5) e o Leões de Porto Salvo ganhou ao São João (5-3). No final da fase regular os de Belém acabaram no 8.º lugar com 32 pontos, os de Porto Salvo em 9.º, com 30. Ou seja, sendo a sentença do CD revogada pelo TAD, o Belenenses terminaria com 29 pontos, ficando, por isso, fora do play-off.

Tendo em conta que o Sporting acabou por defrontar o Belenenses nos quartos de final (o 1.º da fase regular joga sempre com o 8.º), entende o Benfica que o adversário dos leões teria de ser o Leões de Porto Salvo, pelo que defende ter sido desvirtuada a competição. E claro, falta saber a reação do emblema de Porto Salvo, o maior lesado nesta situação, porque a ausência do play-off acarreta sempre perdas a nível financeiro…

 

O Sporting saiu vencedor mas poderia ter sido o Benfica, dado que ambos disputaram a final. Nesse caso, como seria? Estaria tudo bem? O resultado em causa não foi num dos jogos da final, nem sequer dos play-off. A discussão do 8º lugar não me parece matéria para que se envergonhe a réstia de desportivismo e bom senso que ainda possa existir.

 

Se isto avançar, será absolutamente vergonhoso. Uma coisa será pedir uma compensação à federação (especialmente para os Leões de Porto Salvo, os maiores lesados) e garantir que as regras do campeonato contemplam estas questões de outra forma doravante. Outra será tentar obter uma vitória que se perdeu no pavilhão à melhor de 5.

 

Repito: espero que seja só especulação por parte da comunicação social!

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 12:54


Ferrugem na Taça

por Ao Colinho do Isaías, em 19.10.15

Após a paragem forçada no nevoeiro da Madeira, seria natural haver alguma falta de ritmo. No entanto, e talvez devido ao tempo húmido, viu-se que o Benfica tinha era ferrugem nesta Taça. O escalonamento do onze inicial revelou rotação, sim, mas também a apresentação das melhores segundas linhas disponíveis, pelo que Rui Vitória revelou respeito pelo Vianense, como equipa mais pequena que espreita sempre agigantar-se perante uma equipa grande num jogo a eliminar. Tinha razão em pensar assim.

O Benfica entrou forte e podia ter marcado logo no primeiro minuto, se Talisca tem conseguido ultrapassar Jonas (não, não era o nosso "pistolas"). Sem ser obrigado a produzir um futebol de grande nível, a equipa do Benfica ia conseguindo criar perigo, aproximando-se, aos poucos, de um anunciado golo. Ele lá surgiu, fruto de um lançamento lateral, com Carcela a desferir um remate impressionante tecnicamente. Bastaria marcar o segundo agora.

Só que nem sempre o pouco que basta é fácil de obter. O Benfica ia conseguindo criar perigo, jogando até melhor na segunda parte que na primeira, mas a bola teimava em não entrar - entre um grande Jonas guarda-redes, o seu poste direito e a ferrugem do Benfica nesta Taça, viveu o desperdício.

"Quem não marca, sofre" - está escrito no compêndio dos ditados populares do futebol. A sabedoria popular (e de quem quer que tenha criado a expressão) ficou bem patente no que se passou a dez minutos do fim. Com o Benfica a gerir o jogo, adivinhando-se o segundo golo, eis que surge Colibaly a desferir um remate absolutamente fabuloso, aninhando a bola no mesmo canto enfeitiçado da baliza em que Carcela tinha colocado a dele. 1-1 e agora era tempo de viver o susto.

No entanto, devo confessar, não me intimidei. Senti, por qualquer motivo que não sei explicar, que o Benfica iria vencer ainda nos 90 minutos. Algo me dizia que aquele tinha sido o Momento do Vianense e que este tinha esgotado a sua boa estrela. Felizmente, estava certo. Um canto bem marcado e um Jardel a reaparecer nas bolas paradas com o seu jogo aéreo: 1-2 e jogo resolvido.

 


Devia ter sido mais fácil? Talvez, mas o Vianense "danificou" a camisola e não foram "pêcos" (desculpem, lembrei-me daquela clássica entrevista a um jogador de um clube das distritais, Zé Nando do S. Pedro da Cova, que recordo abaixo). Onze contra onze e a crença da taça - tudo certo. Agora há que pensar é no Galatassaray!

 

 

Leia uma análise mais factual à partida, por Eu visto de Vermelho e Branco, aqui

 

Notas:

  • A Sport TV envergonha qualquer jornalista sério. Perguntaram ao autor do golo do Vianense, que esforçou-se e bem por falar Português, como tinha sido o jogo. Ele disse, no seu Português naturalmente esforçado de alguém que não domina a língua que o Benfica tinha marcado e depois disse "desorganização". Claramente, estava a dizer que o golo do Benfica tinha sido fruto de desorganização defensiva por parte do Vianense, leitura correcta do lance. Ora o repórter mais tarde transmite a Rui Vitória que um jogador do Vianense tinha dito que o Benfica esteve desorganizado. Mentiroso e vergonhoso! Ou, no mínimo, absurdamente incompetente.

  • Uma palavra para as equipas de Futsal, Basquetebol, Andebol e Voleibol que conseguiram todas vencer os seus jogos, entre os quais constavam um derby e um clássico! No Futsal, vitória 2-1 sobre o Sporting, com uma exibição determinada. No Basquetebol, estando a perder por mais de dez pontos cedo na partida, o Benfica reorganizou-se e deu a volta, vencendo o FC Porto por 11 de diferença. No Andebol, grande vitória sobre uma boa equipa, revelando progressos desde a época anterior. No Voleibol, 3-0 sobre o Castêlo da Maia (Parece que se escreve mesmo assim, com o acento circunflexo). Tudo à Benfica!

Autoria e outros dados (tags, etc)

rematado às 09:21




Ao Colinho do Isaías

foto do autor


O verdadeiro Isaías!


Jorge Jesus? Nunca Mais!


Jonas, um de nós!


Campeões Eternos


Fehér, eterno 29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Maio 2019

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Pesquisar

  Pesquisar no Blog







subscrever feeds